NOVAS REGRAS DE ARBITRAGEM

DEPARTAMENTO DE ARBITRAGEM

 

APLICAÇÃO DA NOVA REGRA

Este trabalho foi elaborado após a minha participação na Jigoro Kano Cup no período de 9 à 14 de dezembro de 2008. Neste período procurei me interar com os árbitros que já tinham passado pela experiência com a nova regra. São eles: Patrick Vial da França, Pasquale Chyurlia da Itália, Moammer do Ksa e o diretor de arbitragem da Ásia Takao Kawaguchi. Sem deixar de citar o conteúdo que me foi enviado pela Federação Internacional de Judô.

 

PONTUAÇÕES

O número de pontuação foi reduzido para
 

  • YUKO
  • WAZA - ARI
  • IPPON

Tempo de OSAEKOMI-WASA

  • de 1 segundo a 14.9 segundos não se pontua.

Obs: Se este Osaekomi-wasa citado acima acontecer no Golden Score devemos levar em consideração caso haja HANTEI.

  • 15 segundos à 19.9 segundos a marcação será YUKO.
  • 20 segundos à 24.9 segundos a pontuação será WAZA-ARI
  • 25 segundos completos a marcação será IPOON.

 

PENALIDADES

  • Primeiro SHIDO – Servirá apenas como advertência
  • Segundo SHIDO – Será marcado um YUKO para o oponente
  • Terceiro SHIDO – Será marcado um WAZA-ARI para o oponente
  • Quarto SHIDO – HANSOKUMAKÊ . Será marcado IPPON para o oponente

Obs: Na aplicação do quarto Shido o árbitro central deverá paralisar o combate, ordenar para que os atletas arrumem o Judogi através de gesto próprio, ou seja, mãos cruzadas esquerdo sobre a direita com os dedos apontados para baixo.

Toda tentativa de YOKO-TOMOE e TOMOI-NAGE, sem desequilíbrio do adversário, o atleta será punido com SHIDO (falso ataque).
Quando os dois atletas combaterem muito agachados, ambos deverão ser punidos com SHIDO. Caso só um mantenha essa postura este será punido sozinho.
Apresentar uma posição excessivamente defensiva um ou os dois atletas deverão ser punidos com SHIDO.  

 

GOLDEN SCORE

Com a nova regra, o Golden Score passará para 3 minutos para as categorias Junior e Sênior.
O primeiro  SHIDO será grátis .
O segundo SHIDO só poderá ser aplicado depois que o arbitro central consultar os laterais .
OBS: Caso os dois laterais façam o gesto pedindo o segundo SHIDO para um atleta neste caso não haverá necessidade dos três árbitros se reunirem.
Caso haja uma divergência muito grande para aplicação do segundo SHIDO no Golden Score os árbitros em comum acordo deverão consultar a comissão de arbitragem.
 

SAÍDA ÁREA

Com a nova regra, passa–se a utilizar o mesmo critério da luta em NE-WAZA, ou seja enquanto um dos lutadores mantiver contato com a área de combate, este não será interrompido podendo haver a metamorfose de UKÊ se transformar em TORI ou vice- versa.

Punição para saída de área 

Aplica-se quando o atleta sair deliberadamente da área de combate sem que haja KUMI-KATA.
Obs: Enquanto houver ação quando um dos competidores sai completamente da área e o outro mantém um dos pés em seu interior devemos deixar o combate prosseguir até que haja um motivo para sua interrupção através do MATTE.

 

PEGADA DE CALÇA

Qualquer pegada na calça do adversário, o atleta será punido com SHIDÔ.

Quando podemos pegar na calça?

Quando houver um ataque, desequilíbrio e completarmos com agarre de calça.

Quando for tudo simultâneo, ou seja: Ataque e pegada de caça juntos.

OBS : Sempre que houver um agarre de caça e depois o ataque , o atleta será punido com shido .

As técnicas tais como: MOROTE-GARI, SUKUI-NAGE, KIBI-TISU-GAESHI, KATA-GURUMA, MAITE-GURUMA e outras , deverão ser executadas com as mãos espalmadas ,.evitando-se o agarre de calça para projetar o adversário .
 
PROJEÇÕES DE KOKA

Nenhuma pontuação será marcada e nenhuma vantagem para qualquer um dos atletas se levará em conta caso haja pontuações desta natureza, mas se for no GOLDEN-SCORE  deveremos levar em consideração para o caso de HANTEI .

CONSIDERAÇÕES:

A arbitragem se torna mais dinâmica com estas mudanças porem os árbitros deverão ter um treinamento adequado, um conhecimento total da regra e suas mudanças e as características necessárias para ser um bom arbitro, que são:

PRESENÇA, LEALDADE, PERSONALIDADE, IMPARCIALIDADE, RESPEITOS AOS COMPANHEIROS E ATLETAS, DETERMINAÇÃO, FRIEZA PARA DIRIGIR E ATUAR EM GRANDES COMPETIÇÕES, SABER TRIANGULAR, TER BOA VOZ DE COMANDO, CONHECIMENTO DOS GESTOS  E SABER JUDÔ .

 

EMMANOEL ANDRADE MATTAR
COORDENADOR  INTERNACIONAL
DE ARBITRAGEM DA CBJ     

 

 

 

- Árbitros
- Graduados em Ed.Física
- Resultado de Competições